Translate

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

.Imo.


Essa ansiedade...
Que não é novidade ....

Em meu corpo cansado....
Quase devastado....

O dia encoberto... O sol distante ...

A água começa a inundar meu quarto....

Estou a transbordar ...

Essa selvageria...
Atitude inapta, com maestria ...

Está a me faltar o ar...
A água esta a me rodear...

Esse aperto no peito, tudo a me pressionar...

Que paradigma :
Estou pensando em deixar o mar me levar...

Eu grito, mudo estou...
Eu aponto - O mundo se virou ...

Ah mar, leva-me para longe...

Tão longe quanto eu posso lembrar...

-Ah! escuta menino, é o mar...
 Dores, paixões, louvores ...
O mar escuro vai apagar...

Essa ansiedade...
É tudo que me cabe, nenhuma novidade...

Talvez la no fundo eu saiba que estou a me sabotar...
E  também.... O tempo faz a gente duvidar ...

De nós mesmos.

A água está a invadir tudo que  vejo...
Tudo que anseio...

A deriva...

A flutuar,
A desaguar ... De mim esse mar que não sei controlar...

E nem posso barrar ...

Vem la do fundo, visceral...

Eu sou infinitamente enorme em mim...
Infinitamente desmedido em mim ...

A água vai invadir tudo...


Eschuca niño , es el mar.

Foto por : Taiane Ferreira ♥
Disponivel em : https://www.instagram.com/taianeferreiras/

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

O Dia e então a Noite .



Ama-me embora tudo pareça demasiado  escuro...
E os  outros estejam nos empurrando para a beira do abismo...

Ama-me, decifra-me...

Porque o  amor incomoda ?
O ódio não se revoga?

Ama-me, antes que o medo nos consuma...
E nossos corpos não sejam abandonados na rua...

Em suma...

Ama-me, por mais difícil que pareça o cenário...
Mesmo que esteja no "vermelho" nosso saldo  bancário....

Ama-me antes que o mundo se destrua em ódio,
Que ingenuo eu, que achei que morreria no ócio ....

O Dia frio e então a noite vem...

O medo ferve o sangue... Quente...

Ama-me, por mais que nada faça sentido...
E que não tenhamos abrigo...

Ama-me... Antes que tenhamos ... Jazigo.

Porque o  amor incomoda ?
O ódio não se revoga?

O dia e então a noite...
Nascem e somem  num piscar de olhos...

Mães nem se despedem de seus filhos...

E a vida segue seus trilhos...

Ama-me antes  que  tudo desmorone....
Antes que tenhamos que gritar com megafone...

Ama-me...
O dia e então a noite...

Ama-me ...

Antes do açoite ...

Porque o  amor incomoda ?
O ódio não se revoga?

Ama-me...
O dia e então a noite... 

Foto por : Taiane Ferreira ♥
Disponivel em : https://www.instagram.com/p/BpnCeosAWR4/?taken-by=taianeferreiras

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Afã.


A rua fez escura e a favela se calou ...
Na Tv, a barbárie  começou...

Brilha longe e distante  luz ao Nordeste,
Siará as asas sobre todo esse desespero...

E aqui, a rua se fez escura,
o apesar apertou forte no peito, e olhei em desespero ...

A palavra não saiu da boca muda :

Calada ilusão de democracia...

Cabeça quebrada que se partia ...

 Salve irmãs e irmãos ...

Protejam  os que lhe fazem bem... Como se protegesse a si mesmo ...

E a rua se fez escura, A chuva caiu interruptamente sobre a cidade raivosa...

Cidade que um dia foi esplendorosa...

Ódio, desigualdade...

Todo grito,  é sim alarde ...

Nossa cara  é a  próxima mira ...

E se perguntam se algo esta errado... EU DIGO QUE ESTÁ .

Colado a essa desilusão está esse desgosto ;
Amargo e inviável, retrogrado ...

Uni-vos,
A rua escura não é saudosa não ...

Eu sou resistência... Em mim ...

Se eu não saio, morro de fome ...
Se saio, posso levar pedrada na Fronte ...

Colado a essa desilusão está esse desgosto ;
Amargo e inviável, retrogrado ...

Qualquer desejo  é só sonho ...
E nem sei mais ....

Subjugados...

Colada a minha boca está essa desordem ...
E tu,
"Como se fosses morrer colado à minha  boca" .

Foto por Taiane Ferreira ♥
Disponível em : https://www.instagram.com/taianeferreiras/
Citação: Hilda Hilst - Do Desejo.

terça-feira, 2 de outubro de 2018

.Quem Vai Sangrar ?.


Não eu não sou doente não,
Nem quero seu dinheiro vão...

Eu sou independente....
Levo marmita, e  se tudo der certo eu  a como quente...

Ei, não me empurre para a forca não,
Meu corpo é igual ao seu, o pensamento não...

Mas isso não nos faz diferente a principio....
Só se você planejar me atirar do precipício!

Eu não sou doente, já disse... Não me venha com sandice...

Ei,não me leve a fogueira não...
Eu não quero nada seu, não...

Ei, só porque me sinto livre e você não...
Não me fuzile não...

E então se somos humanos, da mesma espécie...
Por que só  alguns... Com tiros, tortura,falecem ?

Essa sua falta de empatia,
Destrói lares, destrói estados... Destrói qualquer alegria ...

Sua raiva é manufaturada...
Minha paz é feita lavrada !

Nas ruas, não vês o rosto de heróis, pichados ? 
Não vê que somos diferentes: lisos,crespos espichados...

Eu não quero nada seu ...

Mas não queira tirar nada meu...

E  também nas ruas nosso sangue ...
Pinta cada esquina ... Mas para eles a vida prossegue ...

Ei, existe um mundo muito maior que o seu umbigo...
E também, uma vida bem melhor do que nesse jazigo...

Que eles insistem em me empurrar ... 

Na vida não tenho papel a empenhar...

Eles disseram...

Mas eu, sou bem mais que só isso ...

Seu dedo cutuca minha ferida,
Essa sua histeria coletiva...
Berros de ódio...
e Então eu, em frangalhos... Uma pintura inexpressiva...

Luto...

E espero para ver quem vai queimar...

Eu ...
Ela...
Ele...

Quem vai dissipar ?

Ei, pare de me coagir...

Não há  nada de errado em ser quem eu sou...
Na há nada de errado em amar que eu amo, ou  amar quem eu sou...

Eu não quero nada seu ...

Mas não queria tirar nada meu...

E eu , o homem das costas pesadas... 
Percorre  por  tristes estradas... 

Quem vai  entrar em combustão ? 
Quem vai segurar minha mão ?

Eu sinto o universo em meu peito... 
Mas eu vou queimar ... 

Em nome do meu senhor você deve queimar ... 
Ouço a multidão gritar ... 

 Ei,não me leve a fogueira não...
Eu não quero nada seu, não...

Seu dedo cutuca minha ferida,

Essa sua mentira coletiva...
Berros de ódio...

Cortam o céu de minha boca, minha gengiva...

O pobre...
Imundo a  sangrar....

O rico  sentado em seus aposentos deve estar...

Eu sinto o universo em meu peito... 
E então o universo inteiro em carmim  deve ficar . 

Essa sua falta de empatia;
Desejo desumano... 
Selvageria ... 

Eu sinto o universo em meu peito... 
E em vermelho, sobre as ruas... Um corpo qualquer... A se fragmentar.

Quem vai queimar? 
Quem vai sangrar ? 

Preto, pobre, mulher,favelado... 

Sem voz, instáveis ...  amargurados ... 

Essa sua falta de empatia;
Desejo desumano... 
Selvageria.

Foto por : Taiane Ferreira ♥
Disponível em :  https://www.instagram.com/taianeferreiras/

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

.Orvalhar.


Acordei querendo fugir...
Voar pelo céu acinzentando...
E não me sentir acorrentado...

Tão violeta beija-flor...

A voar...

Acordei sentindo o ar faltar...
Vi os pássaros voando alto...
É na terra que devo ficar?

Olhe, que lindo beija-flor ...

A cintilar...

Acordei, a água está a evaporar...
Desejei  ter asas...

Mas os braços não me levam longe não...

E no máximo, com os joelhos atinjo o chão...

Acordei e senti nas costas o pesar...
Mas não tem problema não...
Eu, ai de mim... Estou a devanear...

Acordei e vi  tudo a minha volta, orvalhar...
Tão majestoso momento  que pude vislumbrar...

E bem o mal, chove e posso ignorar...
Por um momento e só apreciar...

Acordei e vi o brilho em seu olhar...
Dos danos posso contabilizar :

A carapaça estremece...
As vigas em mim ... Ainda  estão em pé...

Acordei e me faço levantar...
Atravesso a porta...

Cambaleio, mas ainda estou aqui...
Eles estão a me fuzilar...

...E então não feche os olhos;

Olhe a chuva, sobre as plantas...

Quase nada parece importar...
Quando se está seguro em ser quem você é...
Por mais que tudo pareça desmoronar...

E as vezes,só as vezes, um passarinho posso invejar...
Não por ser pseudo-livre ...

Mas por simples liberdade emanar...


Foto por : Taiane Ferreira ♥

Disponível em : https://www.instagram.com/p/BnVVCi9gQr1/?taken-by=taianeferreiras

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

.Pobre Passarinho.


Pobre passarinho,
Achou seria fácil sair do ninho ?

Aprenda passarinho :
Não caia de cabeça em poças tão rasas...

Não faças seu ninho debaixo de escadas...

Pobre passarinho,
Que numa noite estrelada achou que faria tudo sozinho...

Mas percebeu que as vezes é bom estar quentinho...
E seguro com seu parzinho...

Pobre passarinho...
Achou que seria fácil ...

Voar em meio a tempestade e continuar inteiro?
As vezes ficar calado ... Não faz com que fiquemos inteiros...

Pobre passarinho...
Que procura o que já conhece...

E antes que pudesse...

Nada mais lhe apetece.

Pobre passarinho,
Devaneando na noite escura,
Vendo as luzes e cidade em ruptura...

E por um simples momento achou que a vida não seria dura...

Mas ela é...

Pobre passarinho,
a se embolar em seu ninho...

Dentro da escura aptidão se faz madura
Toda  e qualquer vontade sua...

Pobre passarinho a cair...

Pobre passarinho a aprender... E tudo de novo,repetir...

Enquanto em poças , a água parece refletir...

Toda bagunça que guardou em si ...

Pobre passarinho.

Foto por Taiane Ferreira ♥
Disponível em : https://www.instagram.com/cidadeinsone/

sábado, 22 de setembro de 2018

.Imperfeito,feito.


Me deixe se fluorescente nessa sua vida vazia...
E te preencher, te tocar em partes que já não sentia...

Minha marca em seu peito,
Os cabelos a voar...

Imperfeitos espectros a se misturar...

Me deixe remendar seus furos...
E e ajudar se estiver em apuros...

Eu vi flores, vi o mundo a  girar ...
Tudo a nossa voltar querer desmoronar...

 Deixe...
Essa selvageria em nosso corpo...

Sua marca em meu peito...

Me deixe florir em seu peito, em seu signo, em seu umbigo,
E se chover  te darei abrigo...

Imperfeitos planetas a  colidir...

E se vamos morrer... desse jazigo comum podemos florescer...

Se sou flor ou planeta não importa...

Do caos se fez o cosmo,
Vênus a se desprender desse mundo...

E se atirar no abismo profundo...

Me deixe ser fluorescente  nesse seu universo particular...
e mesmo que por uma corda, deixe-me saber onde você está...

Deixe,
Essa fragilidade em nosso corpo...

Torto,
Imperfeitos a se aperfeiçoar...

Imperfeitos a nos misturar...

Imperfeitos a lutar...

Imperfeitos a se respeitar...

Imperfeitos a se amar...

Imperfeitos sob  qualquer outro olhar...


Quanto mais querem nos despedaçar...

...Mais estamos a nos misturar.

Foto por Taiane Ferreira ♥
Disponivel em:  https://www.instagram.com/p/BjhuyOjB-Lp/?taken-by=taianeferreiras